A nossa pegada ecológica, no caminho do lixo zero e da vida mais sustentável.


sustentável, eco friendly, loja ecológica, desperdício zero, produtos ecológicos


Nós todos, portugueses deste lindo Portugal, contribuímos diariamente para o consumo excessivo de recursos a fim de satisfazer todas as nossas necessidades. Se em todos os países do mundo, as pessoas vivessem como a média portuguesa, seriam necessários mais de 2 planetas para sustentar isto tudo.

Segundo estudos científicos, no passado dia 13 de Maio de 2021 esgotamos todos os recursos mundiais.

Estamos por isso em Portugal agora, em dívida para com o ambiente. Num país onde viver a crédito se tornou uma realidade, juntar o crédito ambiental será a menor preocupação.



Como os efeitos,

não são visíveis a curto prazo, torna-se difícil percepcionar ou até acreditar na realidade que vivemos. De uma forma muitas vezes inconsciente, muitos portugueses continuam a contribuir para esta gigante pegada ecológica, embora muitos já demonstrem preocupação com o ambiente, a informação é demasiada e por vezes até confusa. Uns desenvolvem a chamada eco-ansiedade, um problema de saúde mental novo na sociedade e para o qual ainda não existem muitos especialistas aptos a intervir no tratamento. Tudo leva o seu tempo e esta transformação social também necessita do seu.


Muitas dúvidas nos assolam o pensamento, encontramos muitas desculpas e assim vamos passo a passo, tentando perceber o que devemos fazer. Nós acreditamos que todos podemos contribuir, mas sabemos perfeitamente que não é uma reciclagem bem feita ou a redução do consumo de água que por si só vai salvar o nosso Planeta. Acreditamos em mudanças e pensamos que o consumo de recursos deve ser todo repensado, principalmente pela indústria. Aqui felizmente também vamos conhecendo cada vez mais empresas empenhadas e com a devida preocupação na alteração de hábitos, para melhor cuidar do ambiente.



É muito difícil mudar certos hábitos,

porque o conforto do descartável ensinou-nos erradamente a consumir embalagens em excesso, porque o conceito de comprar novo tomou uma cotação social demasiado importante, como se isso é que tivesse mesmo valor. Fomos habituados a comprar sensações em vez de produtos de qualidade, eficazes e de longa duração.

Agora uma cultura ou estilo de vida não se altera de um dia para o outro, são precisos alguns anos e muitas descobertas para se ir valorizando a mudança, para que esta passe a ser tão importante que nos ajude a caminhar neste caminho do lixo zero e de uma vida mais sustentável. Para quem quer uma ajuda deixamos duas ideia de livros que consultamos com frequência, onde aprendemos também com facilidade a alterar alguns hábitos.


livro desabafos de uma vida, livro desafio zero, livro desapego
vida lixo zero, autora do livro vida lixo zero, livro desapego, desperdício zero


Sabias que,

cada português consome cerca de 3 vezes mais, a quantidade de proteína animal indicada como necessária na roda dos alimentos? Os vegetais são consumidos em metade!

Se aproximares o teu consumo alimentar, ao que é indicado como saudável na roda dos alimentos, vais reduzir significativamente o impacto ambiental associado à tua alimentação e vais ser mais saudável também.


Esta é uma situação em que todos saem a ganhar! Para quem já não sabe bem o que é isto da roda dos alimentos, deixamos aqui alguma informação.



Uma vida mais sustentável.

Ser ou passar a ter uma vida mais sustentável, não é apenas trocar os objetos que utilizamos habitualmente por versões mais ecológicas. Usa sempre o que tens até já não dar para usar mais, depois sim, coloca para reciclar corretamente e ao comprar de novo pensa numa substituição mais sustentável.

Para essa sustentabilidade ser real temos de repensar toda a nossa forma de consumo, seja ela de energia, água, alimentação e até dos produtos mais ecológicos.

A pegada ecológica é o resultado de uma avaliação das necessidades humanas de recursos renováveis e serviços essenciais comparada com a capacidade que o Planeta tem de fornecer tais recursos e serviços. Se atingirmos o limite da pegada ecológica significa que nesse dia esgotámos os recursos da nossa terra.

A capacidade de regeneração da terra necessita de tempo, quando esse tempo não é respeitado, acaba por se consumir mais do que aquilo que se consegue regenerar.

Se nos formos informando sobre estes assuntos, ficaremos cada vez mais aptos a concretizar as mudanças necessárias, porque as compreendemos.


Caminha connosco para uma vida mais sustentável no caminho do lixo zero!


Eco Grrretings

Bárbara & Susana