As mil e uma desculpas.



Quantas vezes já se renderam à desculpa, que isso é coisa da moda? Porque agora está na moda, esta coisa da sustentabilidade, do bio, do anti-plástico e como está na moda toda a gente quer. Bem, que está na moda é um facto e ainda bem! Agora, que toda a gente o quer, já não é bem assim, infelizmente.

Quantas vezes já vos passou pela cabeça que talvez devessem efetivamente alterar algum dos vossos hábitos menos saudáveis? Apostamos que muitas vezes foram, muitas vezes são.

Seja na nossa saúde, na nossa casa ou mesmo no nosso trabalho, sabemos que todos nós temos alguma consciência do que fazemos, do que comemos, do que utilizamos e também sabemos que todos nós, conseguimos arranjar num abrir e fechar de olhos, mil e uma desculpas para fazer aquilo que a nossa consciência sabe que está errado ou que devíamos alterar.

Muitas vezes conseguimos admitir a nós próprios os erros que cometemos, mas admitir perante os outros, já é um passo só para os mais audazes. Que todos nós erramos, também todos sabemos mas muitos de nós tentam a todo o custo esconder esses erros. Não seria melhor deixar de os errar?! Sem dúvida que sim, mas fácil não é, porque temos nas nossas cabeças um processador automático, a produzir as mil e uma desculpas à velocidade da luz, que dificilmente conseguimos alterar.

As redes sociais são uma excelente ferramenta para a divulgação de informação que nos pode ser bastante útil, pode ajudar na mudança, a internet veio simplificar muito a nossa vida, podemos aprender imenso com ela, mas, no entanto, também serve para nos trazer muita desinformação, uma nova forma de lixo.

As criticas gratuitas e a acusação do próximo, são demasiado facilitadas pelas redes sociais, escondidos atrás de um ecrã por vezes até com perfil falso, ou com perfil aberto apenas para ver e criticar o próximo, muitas pessoas tentam estragar, aquilo que elas próprias não se propõem a fazer. As mil e uma desculpas estão lá todas, vamos atacar o outro como defesa a nós próprios.

Felizmente e aqui entramos nós com muito orgulho, na Puro Verde somos duas imperfeitas a tentar fazer o melhor que sabemos. Gostamos do que aprendemos e gostamos de o partilhar, para nós a internet tem sido uma boa ajuda!

Como apelamos à sinceridade, partilhamos as nossas experiências tal como elas são, o caso da mudança das escovas de dentes foi para nós um bom exemplo. Lutámos contra as desculpas imediatas e tentámos, até conseguir. Resultado: Hoje nas nossas casas, todos usamos escovas de dentes feitas em materiais mais sustentáveis e certificados.

Mas não foi fácil, nas primeiras tentativas as escovas eram realmente agradáveis ao toque e o sentimento de mudar algo, deixava uma alegre sensação de bem fazer. Depois, com a utilização as escovas ficavam escuras e começavam as mil e uma desculpas a ganhar terreno.... pensamentos como "isto assim não dá", "as escovas não duram nada", "que feias que ficam", vinham nas nossas mentes com alguma frequência. Decidimos não desistir!

Reconhecem os pensamentos? Apostamos que sim.

Com a resiliência que nos caracteriza , continuámos a usar, começámos a perceber que não podíamos cuidar destas escovas, feitas em materiais naturais da mesma forma que "descuidávamos" as outras, começámos a deixar as escovas fora dos copos, depois de termos lavado os dentes. O resultado? Foi imediato! Continuam iguais até ao seu final de vida? Não! Mas acabam bem bonitas ainda. Basta manter a escova seca entre as utilizações e está feita a mudança de um hábito, que pode fazer a diferença na diminuição da poluição do nosso planeta. No final de vida das escovas, separamos o cabo das cerdas e ainda usamos os cabos para outros fins. De momento temos como marcadores a indicar o nome das aromáticas plantadas nos nossos terraços. As cerdas, essas conforme a indicação das marcas, reciclamos.


Outra desculpa normal e recorrente é a do querer experimentar e até pensar nisso, mas essas coisas são muito caras. Façam o teste e comparem os preços, depois vejam se realmente são. Se pensarmos bem, caros são os produtos que compramos a baixo preço, que na utilização a longo prazo nos prejudicam e acabam por nos fazer gastar dinheiro em soluções para remediar os estragos.


A nossa sociedade precisa ser incentivada a utilizar o pensamento crítico, a questionar a informação que recebe, a pensar! Assim e aos poucos, vamos dando a volta às mil e uma desculpas, de forma a naturalmente nos tornarmos mais sustentáveis para nós próprios e consequentemente para o nosso planeta.


Na nossa própria experiência pessoal, sentimos na pele essa dificuldade. Estamos a mudar juntamente com a criação da Puro Verde, não éramos tão sustentáveis antes e notamos agora as diferenças, nunca é tarde para mudar.

Fácil também não é, mas comprovamos no nosso dia a dia que é bem possível e isso partilhamos convosco, queridos leitores.

Também temos a pasta de dentes que nas primeiras adaptações nos deixou histórias hilariantes para contar, desde os mais variados paladares que cada uma dizia sentir e nada terem a haver com os ingredientes das pastas, até à dificuldade de lavar os dentes sem a habitual espuma... foi um bom teste à resistência que temos tido para as mil e uma desculpas.

Foram todas estas e muitas outras experiências que nos fizeram acreditar, foram tentativas que nos fizeram acertar e hoje não as voltamos a deixar. No geral estamos demasiado habituados a receber e pouco estimulados a dar, por isso os recursos se esgotam e temos de mudar.

Estamos juntos nesta mudança! Nós também tivemos as escovas de dentes encardidas pela humidade, mas a culpa não era delas.


Por tudo isto, decidimos partilhar a nossa experiência e para vos ajudar na mudança fazemos duas sugestões:




A pasta de dentes da Poção Mágica e o sabão dentário da Georganics. São duas ferramentas boas no combate ás mil e uma desculpas, por serem dois artigos bastante próximos em cheiros e sabores aos artigos convencionais que estamos habituados a usar. Talvez assim a vossa mudança não se faça sentir tão radical.


Bárbara & Susana

Eco Greetings


Contacte-nos

(+351) 966 217 420

(+351) 915 399 615

geral@puroverde-ecostore.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle

Fale connosco

Todos os direitos reservados © 2019 Puro Verde. Criado por UMMAISUM - creative studio